Derretimento Global III – Eleições BH

|

Áudio e vídeo com promessa de Quintão de dar "chute na bunda" do PT são o mote da campanha de Márcio Lacerda no segundo turno.

A estratégia, que tem a devida proteção do TRE-MG e, principalmente, o patrocínio dos titeriteiros e neocoronéis Aécio Neves e Fernando Pimentel, será adotada maciçamente para tentar reduzir os 18% de vantagem que Quintão abriu em relação à candidatura de Lacerda.

Enquanto isto, as campanhas dos dois candidatos promoverão um espetáculo de denúncias, acusaões pessoais e toda espécie de baixarias até o dia das votações e, eu prometo, isto vai derreter a sua paciência.

2 comentários:

Milene disse...

Lacerda X Quintão
Quem assistiu o último debate entre os andidatos á Prefeitura de bH, ontem na RECORD, pode perceber a grande diferença entre os candidaos. Enquanto Lacerda apresentou um raciocício baseado na lógica e na racionaldade, se concorrente Leonardo Quintão teve seu dicurso baseado no apelo emocional à população, com frases do tipo" vou sentar e conservar com". Bem... a própria campanha publicitária de Quintão é aberta com a frase "a população de BH não é besta", admiro a cionstrução racionalidade culta desta frase e corroboro com a mesma ao dizer; realmente não somos bestas e nem burros. Não somos bestas e nem burros, para votar em um canditado que a única coisa que promete é o que não pode fazer! Conversar, conversar. Conversar. Sentar conosco para conversar. Quando um prefeito terá condição de sentar com cada um de nós para conversar e atender a cada um dos nossos pedidos, muitas vezes egoístas. Nessas supostas conversas, se é que elas têm condições de existir, vão ser baseadas em pedidos individuais, pois cada um vai querer puxar a sardinha pro seu lado. Esse não é o papel de um prefeito. Seu papel é promover o equilíbrio entre os interesses da diversas classes e para isso precisa agir com racionalidade e lógica. Não com emoção. Com um discurso populista (qualquer semelhança com nosso ex-presidente Collor com seu discurso carismático é mera coincidência), Quinão visa conquistar as massas. Para ser eleito e governar, o líder populista procura estabelecer um vínculo emocional (e não racional) com o "povo". Isso implica num sistema de políticas ou métodos para o aliciamento das classes sociais de menor poder aquisitivo, além da classe média urbana, como forma de angariar votos e prestígio (legitimidade para si) através da simpatia daquelas. Sabe o que é mais engraçado, este mesmo político quando, quando se candiatava para deputado federal chegou uma vez a ir a casa de um conhecido meu pedir votos. Assim que foi eleito, o mesmo foi procurado por esta pessoa para conversar sobre medidas necessárias para a cidade, no entanto, não foi recebido por Leonardo Quintão. E agora ele promote conversar.

Bem... mas o que percebemos é que a campanha de nosso querido Leonardo Quintão está bem organizada e baseada em grandes estratégias. Mas qual estratégia? Seu programa eleitoral começa narrando que não somos bestas para cair na lábia de seu adversário Lacerda e termina falando das ameaças que nosso pobre Quintão vem sofrendo supostamente de também seu aversário. Mas Quintão qual é a sua proposta mesmo? Ah sim.. conversar conosco. POrque no fim é é a única mensagem que fica de uma capanha eleitoral baseada no carisma de um político se bases para governar que tentar tirar os votos de seu adversários com calúnias e armação. Sim. Armação. SE analiasamos as imagens passadas na publicidade eleitoral de Quintão estávisivelmente claro que aquelas pessoas que respoderam a suposta pergunta sobre "o que vocês acham da ameaça feita à Quintão por Lacerda?:", oram na verdae simplesenet questionadas sobre "o que elas acham de ameaças?". è possível perceber pois as respostas foram genéricas e supeficiais, mas foram montadas com o intuito de mostrar que a população não estava de acord com a suposta atitude de Lacerda ao ameaçar Quintão. Mas e as imagens da suposta ameaça que Quintão sofreu? Fomos vítimas de mais uma montagem e armação, mas não de Lacerda e sim de Quintão forjando uma situaçao para abalar a imagem do adversário. Mas não podemos julgar, pois cada um usa as armas que tem. Enquanto Lacerda tenta ganhar espaço com racionalidade, lógica, competência, mas nenhum carisma, visto que o mesmo não tem o perfil de nossos políticos, por ser um administrador (e a prefeitura precisa de que? um político safado e corrupto ou um admistrador competente?). O outro, tenta derrubar o adversário com armações, mentuiras e calúnias. Mas como quem decide é o povo, e o povo gosta mesmo é de ser bem trtadao e bem engadao por nogos políticos demagogos e populistas... Neste momento o que nos resta mesmo é apelar para Deus e rezar!

Anônimo disse...

ACORDA POVO MINEIRO

Tô pasma com o povo mineiro.
Nunca pensei viver para ver tanto absurdo.

A Previdência caindo aos pedaços, velhos dormindo nas filas para ter uma consulta e o povo endossando.

Os mieneiros devem estar muito ricos para pagar plano de saúde particular e não ter que ficar na fila da Previdência.

Isto é bom, pois quando a conta da eleição do Lacerda chegar, todos vão pagar sorrindo.

Mineiro agora virou pato >

ACORDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA


.

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB