Até que enfim: Ponte Nova e Muriaé são visitadas por Aécio Neves

|

.
Depois de transcorridos exatos 16 dias desde que as chuvas devastaram Ponte Nova e Muriaé, governador adia seus compromissos sociais e visita população afetada pelas chuvas.

Foi assim que o nosso querido Governador, Aécio Propaganda Neves, deu o ar da graça em Ponte Nova e Muriaé no último dia 29 de dezembro depois, claro, que blogs como o Aposentado Invocado, Cloaca News, Esquerda Festiva, Os Amigos do Presidente Lula, Em Cima da Notícia e este Língua de Trapo tentavam descobrir por onde andava o negligente governador. E para nossa surpresa e felicidade geral da nação blogueira, o bonitão foi encontrado numa praia de Floripa dando uns amassos em sua atual namorada.

Aécio, que na tarde de 29/12 desembarcou no aeroporto de Ponte Nova em seu "Carrreira-Jet" (linha de carreira entre RJ-BHZ) e, exibindo uma cara de quem passou noites sem dormir por estar, digamos assim, "morrendo de preocupação" com os desabrigados acabou por cumprir, mesmo que a contra gosto, seu papel institucional.

Pegos de surpresa pelas chuvas e no pulo do gato dos destemidos blogueiros, a eficiente máquina publicitária do Governo do Estado tentou remediar a comida de mosca e executou o protocolo padrão com a ornamentação do garoto propaganda com colete fantasia da defesa civil, farta distribuição de água mineral da COPASA e, também, com a costumeira bajulação da claque midiática dos órgãos para-oficiais de imprensa. Tudo isto para tentar tampar o sol com a peneira depois que a vaca já tinha, há muito, ido para o brejo.

Melhor representação fez mesmo o seu fantoche e Prefeito empossado de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, que não poupou sequer seu alinhado traje da posse e, ontem mesmo foi amassar barro nas ruelas inundadas da da periferia de Belo Horizonte.


E fica assim, restrito a meia dúzia de blogueiros, o papel de informar a zelosa atuação do garoto propaganda do choque de gestão, no governo do glorioso Estado de Minas Gerais. Para finalizar esta postagem, cumpre-me o dever cívico de informar, ainda, que aqui na capital, Aécio Propaganda Neves sequer apareceu na cerimônia de posse de Lacerda, fruto da esquisita aliança entre aqueles que se dizem petistas e o PSDB. E dá até para imaginar o que faria este sujeito na Presidência da República. No mínimo, de Brasília, um ... não vou dizer o nome que veio à cabeça!


BELO HORIZONTE (29/12/08)

O governador Aécio Neves visitou nesta segunda-feira (29) os municípios de Ponte Nova e Muriaé, na Zona da Mata, fortemente atingidos pelas chuvas que caem no Estado. No início da tarde, ele caminhou pela avenida Custódio Silva, no centro histórico de Ponte Nova, nos trechos atingidos pela inundação do rio Piranga. Várias lojas e prédios residenciais foram danificados e estão sendo monitorados pela Defesa Civil estadual. O município tem 490 desabrigados, 4.070 desalojados e 44.000 pessoas atingidas.

Em seguida, Aécio Neves foi a Muriaé, onde 200 famílias encontram-se desabrigadas. Ele visitou o bairro aeroporto, o mais atingido por deslizamentos e onde duas crianças morreram soterradas na sexta-feira passada. Ainda no aeroporto, o governador conversou com Márcia Aparecida de Oliveira e Paulo Gomes da Silva, avós das crianças que morreram. Eles tiveram soterrada a casa onde moravam. Aécio Neves também se encontrou com Rayssa de Souza Ferreira, de sete anos de idade, que também estava na casa e sobreviveu ao desabamento.

Durante a visita, o governador garantiu assistência prioritária à família e afirmou que, assim como os outros desabrigados no Estado, eles deverão ser atendidos pela Companhia de Habitação de Minas Gerais (Cohab) por meio de convênio a ser firmado com as prefeituras. Em todo Estado, 53 municípios estão em situação de emergência e 92 afetados pelas chuvas.

Parceria com municípios e socorro às vítimas

O governador Aécio Neves garantiu que ainda em janeiro o Governo de Minas irá assinar convênios com as prefeituras das cidades mais atingidas pelas chuvas no Estado, dando início às obras de recuperação desses municípios.

“Neste primeiro momento, o Estado tem apoiado com cestas básicas, com mantimentos, com colchões e cobertores, mas cada prefeito deverá fazer um relatório e um pré-projeto dos principais danos causados pelas chuvas para que o Estado possa, ainda no mês de janeiro, celebrar convênios com as cidades mais atingidas para recuperá-las”, destacou, em entrevista no aeroporto de Muriaé, acompanhado pelo prefeito reeleito José Braz.

O governador destacou ainda que o Governo de Minas tem recursos suficientes para atender todas as demandas relativas às chuvas e fez um balanço das medidas anunciadas para atender especialmente os municípios que já decretaram estado de emergência.

“Adiei o pagamento das contas de luz e água de todas essas cidades, por um prazo inicial de 60 dias. Além disso, abrimos junto ao Banco de Desenvolvimento do Estado (BDMG), uma linha de crédito subsidiado com juros de 6% ao ano, com carência de seis meses para iniciar o pagamento, para aqueles que tiveram problema no seu comércio e precisam repor seu estoque ou recuperar suas lojas”, explicou.

O benefício do adiamento das contas de água e luz é válido para as cidades que estão nas áreas de concessão da Cemig e da Copasa.

Alerta para novas chuvas

Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, já choveu 720 mm, volume 120% a mais do que o normal para esta época do ano. Na Zona da Mata já choveu 170% a mais (650mm) e na região Oeste 60% a mais (540 mm).

O governador Aécio Neves aproveitou a sua visita às cidades da Zona da Mata para alertar a população sobre a possibilidade de fortes chuvas nos próximos dias.

“Estamos fazendo agora um trabalho preventivo, de alerta às famílias e às pessoas já que ainda temos previsão de mais chuva. É importante, sobretudo, para aqueles que vivem em áreas de risco que atendam às orientações da Defesa Civil, seja municipal ou estadual. Como o solo está muito atingido, já está encharcado, poderão haver novos desabamentos com vítimas. Então, é preciso que haja uma ação preventiva dos órgãos municipais e estaduais e a colaboração dos cidadãos”, afirmou o governador.

Quadro da Defesa Civil do Estado sobre as chuvas em Minas Gerais até 28/12:

- Em todo o Estado: 92 cidades foram atingidas pelas chuvas.
- 53 cidades decretaram situação de emergência;
- 18 mortos;
- 5.995 desabrigados;
- 56.668 desalojados;
- 295 pessoas feridas;
- 20.783 casas danificadas;
- 289 casas destruídas;

Distribuídos pela Defesa Civil:

- 98 toneladas de alimentos;
- 6.045 colchões;
- 5.330 cobertores;
- 86 rolos de lonas;
- 349 quilos de roupas;
- 1.100 telhas de amianto;
- 1.400 caixas de copos d`água Copasa

2 comentários:

HELIO DE SOUZA BORBA disse...

Língua de Trapo, grande blog.
Peço permissão para colocar em meus favoritos.
Caso não aceite me escreva que retiro.
Espero que aceite.
Feliz Ano Novo
Helio
APOSENTADO INVOCADO

Lingua de Trapo disse...

Caro Hélio, esteja a vontade. Eu ainda devo-lhe desculpas por não citar o seu blog na primeira postagem que fiz sobre o passeio deste impostor em Floripa. Hoje, procurei fazer uma correção, ainda que tardia.

Um grande abraço

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB