ESTA O LÍNGUA DE TRAPO CONFERIU - LULA BOMBOU NA SAPUCAÍ E NO PORTAL DO G1

|

CLIPPING DO CARNAVAL - Se estiver no modo de visualização, clique AQUI para ler todas as postagens do dia.

Na primeira noite de desfiles das escolas do grupo especial do Rio de Janeiro, o Presidente Lula e Dona Marisa, acompanhados pelo Governador Sérgio Cabral e pelo Prefeito Eduardo Paes (o tucano convertido) brilharam na Avenida Marquês de Sapucaí e, imaginem só, também no portal de notícias das Organizações Globo, o G1.

Como é de conhecimento público, nos portais de Internet do Partido da Imprensa Tucana, o PITU, qualquer que seja a matéria que esteja relacionada ao Presidente Lula, ao seu governo ou ao PT, eles não perdem a oportunidade de abrir espaço para os comentários dos seus leitores. Claro, tudo feito na expectativa de que sua claque de alienados sente o pau no presidente, desferindo-lhe, sem qualquer moderação, os mais vis impropérios.

QUEBRARAM A CARA!

Mas este lulista que vos escreve, bem como o seu alter ego, o Língua de Trapo, não dispensaram a oportunidade e também fizeram seus comentários no portal do G1, conforme documentado aí em baixo.

E fomos mais além, tão logo se encerraram as postagens, tratamos de fazer a tabulação das mesmas, num total de 160, para o qual foi revelado o seguinte resultado:
72% - Amplamente favoráveis ao Presidente Lula.
28% - Para os indiferentes e para aqueles que, ao primeiro chamado de seus alienadores, postam todo tipo de insanidade contra o Presidente, os PITUZEIROS de carteirinha.

Desta vez não deu para a Rede Globo, pois o PFL do Rodrigo Maia não teve chance para organizar uma claque para vaiar o Presidente e, tampouco para evitar que o Governador José Vampiro Serra e o seu bonequinho, o Prefeito ladrão de merenda escolar Gilberto Kachab, fossem vaiados em pleno sambódromo paulista na noite anterior.

Nada melhor que um dia após o outro.

5 comentários:

José Lopes disse...

O Globo segue fazendo o papel de lambe botas de partidos da oposição. Não tem um dia que não critique o governo. No sábado de carnaval fez o prognóstico, entre linhas, de que Lula seria vaiado no Sambódromo. Quebrou a cara. Lula foi ovacionado. Mas, mesmo assim, um dos seus abutres o Noblat, não tendo como justificar negativamente o estrondoso aplauso do povão ao presidente, disse que o presidente entrou escondido na Marquês de Sapucaí.

No mesmo sábado, em Opinião, o Globo denominou a iniciativa do presidente Lula em se reunir com a direção da Embraer, para discutir a demissão em massa de trabalhadores, como um ato de maniqueísmo. Os pernósticos de O Globo, sem esconderem seus orgasmos e euforias pelo desemprego em massa, assim disseram:
“Uma nova metamorfose tem sido observada em Luiz Inácio Lula da Silva, e é causada pela crise: de presidente ele se converte em líder sindical toda vez que uma grande empresa faz demissões. Foi assim com a vale e está sendo com a Embraer. E como todo o sindicalista o presidente se deixa dominar pela visão maniqueísta de que empresas demitem porque querem, como não se houvesse prejuízo em desmontar equipes de trabalho cujo treinamento custou tempo e dinheiro.”

O Globo esquece que uma vez sindicalista, sempre sindicalista, mesmo deixando a direção de sindicatos. Uma vez jornalista medíocre sempre jornalista medíocre mesmo deixando as redações de jornais.

O presidente Lula não está apenas preocupado com a demissão em massa de mais de 4.200 trabalhadores, está preocupado também com seus dependentes, mulher e filhos dentre outros, que alcançam a média de mais 17 mil indivíduos. Lula está preocupado ainda, em conter avalanches de demissões em massa em outras milhares de empresas.

Além do que, existe a questão social da reciprocidade. O BNDES (Banco de Desenvolvimento Social) desembolsou em 1997, R$ 8,39 bilhões para financiar a expansão da empresa no mercado internacional. Em 2008 foram R$ 542,3 milhões e o último contrato entre o BNDES e a Embraer foi assinado no ano passado, de US$ 326 milhões. Na hora de se pedir empréstimos recorrem ao governo, mas na hora demitir não tem a preocupação de negociar com o governo uma solução para resolver a crise. Se o presidente se omite nessas horas de demissões em massa é chamado de omisso, se tenta resolver pessoalmente a grave situação, ainda é chamado de maniqueísta.

Lingua de Trapo disse...

Caro José, você está coberto de razão, mas me permita sintetizar tudo isto, eles são todos uns F.D.P., mas com muito respeito, de minha parte, para todas as putas, inclusive aquelas que os pariram.

Márcio disse...

Língua,

muito bom o comentário do José Lopes!

Um abraço,

rc disse...

o que depôs mesmo contra foram as companhias da foto...

Lingua de Trapo disse...

Caro RC, você está querendo muito heim? Como se diz por aí, em política não faz amigos, compra-os.

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB