TUCANODUTO - ACORDA MINAS! AÉCIO NEVES CHAMA O POVO MINEIRO DE IDIOTA E O SENADOR RÉU, PQP!!!, DE "HOMEM DE BEM"

|

Aécio diz que Azeredo é vítima de conturbado momento político e defende senador

da Folha Online, com grifos de espanto e estarrecimento do Língua.

Essa deve ser da pura...

O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), disse hoje não ver relação direta entre o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e o mensalão tucano - esquema de arrecadação ilícita de recursos supostamente montado na campanha dele ao governo, e 1998. O STF aceitou ontem a denúncia do Ministério Público contra Azeredo, transformando-o em réu de ação penal pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

"Não compreendo, não sou jurista, mas não vi que existissem ali indícios de uma atuação direta do senador Azeredo, uma responsabilidade direta dele. Problemas ocorreram na prestação de contas, na arrecadação de recursos, mas não vi nada que me desse garantias de que tenha havido, enfim, uma intermediação, uma ação direta do senador", disse Aécio hoje.

Para Aécio, Azeredo foi "vítima do conturbado momento político pelo qual estamos passando". "Eduardo Azeredo é um homem de bem, quem o conhece sabe disso. Nós mineiros temos o dever de registrar isso de forma absolutamente clara."

O julgamento de Azeredo ocorreu logo depois do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), ser envolvido em um suposto esquema de corrupção.

Aécio disse que Azeredo terá agora a chance de se defender e "a partir daí garantir a sua inocência". "O senador Eduardo, é preciso que fique claro, não foi condenado. O Supremo apenas autorizou a abertura de processo e com serenidade e com tranquilidade que cabe aos homens de bem como o senador Eduardo Azeredo, ele terá condições de se defender e espero eu provar sua inocência."

4 comentários:

Guilherme Scalzilli disse...

Capivara gigante

Os veículos de comunicação ganharam uma ótima oportunidade para provar aos céticos que as acusações de golpismo eram exageradas. Basta dedicar à oposição a mesma virulência investigativa (e amiúde caluniosa) que reservou aos petistas nos idos de 2005.

O noticiário oferece três “mensalões” muito promissores, cheios de novidades inexploradas, que compartilham entre si, no mínimo, as tendências políticas de seus protagonistas: o de Eduardo Azeredo (PSDB), o da Camargo Corrêa e o do governador José Roberto Arruda.

Somando todos os esqueletos, constrói-se um enorme ossário com as cúpulas do PSDB e do DEM (PFL), uns pedaços de peemedebistas e tutano dos governos FHC para salgar o caldo. Se os escandólatras da imprensa democrática usarem seu espírito investigativo para expor os Freuds Godoys do momento, operam a grande revolução moralizante que tanto defenderam em seus editoriais inflamados.

Lingua de Trapo disse...

Não faram isso nunca Guilherme, apenas oferecerão ao sacrifício um tipo como o Arruda. A Veja já o fez na edição desta semana.

007BONDeblog disse...

Prezado Língua de Trapo

Boa tarde

Não haverá por parte da imprensa tendenciosa e demotucana, nenhuma palavra de reprovação ao que Aécio disse, e ao silêncio de Serra em relação a Azeredo. Eles apenas vão noticiar, mas nunca cobrar deles,assim como no caso do atual mensalão eles estão se fazendo de morto e querendo minimizar o envolvimento do DEM/PSDB até a raiz do pescoço.

Dois disse...

Será que o Arruda vai ter a disposição de entregar todo mundo que tá envolvido como ele falou que iria fazer se não o dessem apoio?

Se ele fizer, vamos conhecer um esquema de corrupção muito grande!

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB