E se fosse Hugo Chaves?

|

Ao ler uma reportagem entitulada, Silvio Berlusconi elogia "bronzeado" de Obama, da Agência Reuters publicada hoje no Terra e, que está reproduzida no final desta postagem, imaginei, de imediato, a repercussão que teria a mesma aqui no Brasil, se, e somente se, fossem palavras proferidas pelo "exótico" Hugo Chaves, como preferem descrevê-lo alguns escribas da mídia tupiniquim.

Certamente, Hugo Chaves seria chamado às falas. Mas como se trata do capo di tutti i capi da máfia, digo, mídia spaghetti italiana, por aqui não passará de mero mal entendido cultural.


Silvio Berlusconi elogia "bronzeado" de Obama
O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi fez uma saudação entusiasmada, embora não convencional, à eleição de Barack Obama, citando entre os atributos do presidente eleito dos Estados Unidos a juventude, a beleza e o "bronzeado".

Falando em uma coletiva conjunta com o presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, em Moscou, o magnata da mídia também disse que a eleição de Obama foi "aclamada pela opinião pública como se fosse a chegada de um messias".

"Vou tentar ajudar as relações entre a Rússia e os Estados Unidos, onde uma nova geração chegou ao poder. Eu não vejo nada que impeça Medvedev de travar boas relações com Obama, que também é bonito, jovem e bronzeado", disse.

Berlusconi, que também se mantém bronzeado o ano todo, é conhecido nos círculos diplomáticos por fazer comentários inapropriados.

Em seu primeiro encontro com o primeiro-ministro dinamarquês, Anders Fogh Rasmussen, em 2002, Berlusconi o cumprimentou com as palavras: "Rasmussen não é somente um ótimo colega, é também o primeiro-ministro mais bonito da Europa."

E acrescentou: "Ele é tão bonito que estou pensando em apresentá-lo à minha mulher." <

Berlusconi despertou um pequeno impasse diplomático em 2005, quando sugeriu que teria paquerado a presidente finlandesa Tarja Halonen para fazer com que ela apoiasse a Itália em seus esforços para sediar a Autoridade Européia de Segurança Alimentar.

"Eu tive de usar todas as minhas táticas de playboy, mesmo que não tivessem sido usadas há um bom tempo", disse Berlusconi, o que fez Helsinque exigir que o embaixador italiano explicasse o comentário.

2 comentários:

Anônimo disse...

Eu até gosto das matérias aqui postadas, apesar de ter lido poucas, mas... Parece uma defesa do Hugo Chavez que é fanfarrão e se derem uma brecha fará uma guerrinha na AS para mostrar que é também sanguinário.

Latino Americano disse...

Ainda bem que no velho mundo também tem idiotas como o Hugo Cháves. Isso é bom para que a imprensa européia não fique se vangloriando que na América Latina está cheia de mandatários exóticos.

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB