MINAS NA VANGUARDA DA GRIPE SUÍNA - MAS ELES SÓ SE ESQUECERAM DE COMBINAR COM A GLOBO MINAS, COM O PREFEITO LARANJA DE BH E COM O MOSQUITO DA DENGUE

|



Nada escapa do puxasaquismo de aluguel do jornalecão o Estado de Minas. Mas o nosso amigo Márcio Costa, que também não é bobo, apesar do torcer pelo galo,  deixou hoje no Língua Mail um interessante comentário sobre este assunto, que reproduzirei tão logo terminar minha introdução. Antes, contudo, vale ressaltar que o vídeo acima foi exibido pela Globo Minas no dia 14/04/2009, isso quer dizer, bem antes do governo mexicano e a OMS espalhar esta lorota de gripe do porco pelo mundo e, a mídia nacional fazer o seu espetáculo terrorista de praxe.

Mas para quem ainda duvida da capacidade que tem o jornalecão da Rua Goiás, de tirar proveito de qualquer situação para promover o alcaide gostosão, que a estas alturas deve estar passeando por Madri com o narigão entupido de tanto cheirar perfume francês, pois desde a última quinta-feira mandou-se para Paris, leia atentamente todo o conteúdo desta postagem.

E este Língua de Trapo, que costumeiramente mata a cobra e mostra o pau, já havia publicado, no dia 05/03/2009, na postagem  Belo Horizonte na rota da dengueo alerta do Ministro José Gomes Temporão de que a epidemia passaria pela capital do Prefeito Laranja. Não deu outra.

E não precisa sequer ser um gênio, basta ter aprendido a aritmética básica nas valorosas escolas públicas de Minas Gerais para poder calcular e, comparar, que só nos primeiros quatro meses do ano, os casos notificados de Dengue na capital do Prefeito Laranja, são mais do que o dobro de todas as suspeitas de casos de gripe do porco no planeta.

É isso aí, Minas está na vanguarda da picaretagem publicitária, sem qualquer dúvida.

Enquanto isso, a rapinagem AVAN$$A.

Agora fiquem com a análise do nosso querido Márcio.

Amigo Língua, retransmito, abaixo, e-mail que enviei ao meus contatos sobre o tema "Minas na Vanguarda".

Ia colocar em algum comentário do seu blog agora cedo, mas não achei um que se ajustasse melhor ao assunto.

Mais tarde coloco em algum post seu mais pertinente, mas já vai aí em avanço.

Um abraço e parabéns pelo bicampeonato. Também, chutando cachoro morto!

Márcio

Amigos,

Qual a relação entre estas duas notícias abaixo:
1)Minas Gerais decreta emergência para se prevenir contra gripe suína

- publicada em 02/05/2009 no portal Globo

2)Minas na vanguarda contra a gripe suína

- manchete da capa do Estado de Minas, acima, de 03/05/09:

As perguntas que nos vêem à cabeça são as seguintes:

- decretar estado de emergência se não existe nenhum caso confirmado no Brasil e
esta suposta epidemia tá mais parecendo uma "bola fora" da OMS, e de alarmismo
oportunista da Mídia, do que qualquer outra coisa?

- foi decretado estado de emergência quando a notícia era esta outra?:

"Oito cidades de Minas Gerais correm risco de epidemia de dengue - 28/01/2009

Oito cidades mineiras estão em situação de risco de uma epidemia de dengue, segundo indicou Levantamento Rápido de Índices de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa) do início de 2009. Os dados, captados em 25 municípios do Estado, indicam um índice de infestação de 3,9% (percentual que indica surto da doença) em Belo Horizonte, Coronel Fabriciano, Governador Valadares, Ipatinga, Montes Claros, Sete Lagoas, Timóteo e Vespasiano."

obs:

- taxa de mortalidade da gripe A e da dengue:

. gripe A: cerca de 2% pelos números atuais (27 mortes em 1200 casos).

. dengue: média de 2,5% - chegando a picos de 20% em alguns períodos curtos no Rio. 

Então deduzimos que pelo grau de infestação ou pelo potencial de mortalidade não se justifica a decretação do estado de emergência, não é mesmo? Pois em casos de maior risco para a população isto não foi feito.

Por que será então que se decretou isto e depois se repercutiu em manchete de capa do "grande jornal dos mineiros"?

Acreditamos que tratá-se da velha técnica do marketing preventivo através de ações vazias. Este método de promoção política é somente adotado quando se tem controle total sobre os meios de comunicação, pois corre-se alto risco de desmoralização, no limite de cair no ridículo.

Mas como não haverá quem conteste posteriormente, e o redator chefe deste jornalzinho de aluguel, que envergonha os mineiros, escreve a soldo do Palácio da Liberdade, o risco é minimizado.

Se a epidemia estourar, pode-se dizer que se viu primeiro que todos, que é um grande administrador, mesmo não se adotando nenhuma medida prática preventiva, e tudo se resumir a um papel assinado por um secretário qualquer.

É o mesmo de sempre: alguém para repercutir manchetes, que além da lavagem cerebral diária no povo crédulo e regionalista, podem depois ser usadas em campanhas políticas como se fossem retratos absolutos da verdade, somente porque são manchetes de jornais, como coisas do tipo:

"Minas cresce mais que o Brasil", ou eufemismos similares, como se fosse possível separar os mesmos e esquecendo-se dizer que isto era puxado pela mineração e siderurgia, nosso antigo esteio econômico, e na balada do crescimento mundial em geral e brasileiro em particular, e que isto não tinha nada haver com ações do Governo do Estado, mesmo porque governos estaduais interferem muito pouco em desenvolvimento econômico, tendo sim importância estratégica na organização da Segurança, da Educação e da Saúde. Mas estes últimos ítens os neoliberais não gostam muito de enfatizar e muito menos de priorizar. Portanto, o melhor é tentar pegar carona nas ações econômicas alheias
e externas, para tentar assim faturar dividendos políticos.

Não se vê agora, no auge da crise, manchetes do tipo: "Minas decresce mais que Brasil", vemos? A mineração e a siderurgia também levaram à esta queda, novamente sem influência nenhuma do governo estadual, mas a mesma lógica mentirosa e invertida não serve agora para estes pseudo-jornalistas, serve?

Mesmo porque quem governa há sete anos, sem uma crítica sequer da mídia regional, nem mesmo construtiva, não precisa se preocupar com estas jogadas arriscadas de marketing, não é mesmo?

Agora mesmo o nosso governador está em mais uma das suas 04 viagens anuais ao exterior, em tour médio de 15 a 20 dias, às custas do povo mineiro, e tudo é tratado na mais pura normalidade e silêncio, como se isto fosse normal e ético. Encaixá-se duas ou três visitas protocolares a empresários, recepção de prêmios "importantes" para nossa Cemig, cafezinho com o presidente da Fiat italiana, algumas fotos para constar, e pode-se assim curtir livremente as delícias do velho continente, sem muita preocupação e custo, já que não haverá quem faça a pergunta crucial:

"O que o Sr. está fazendo aí passeando e farreando com o meu dinheiro, enquanto finge que trabalha, hein?"

Ah, e ainda volta dizendo que conseguiu algumas oportunidades para Minas Gerais, etc. e tal. Claro, nada muito objetivo e concreto. Mas para que?

Então, o que devemos entender como "Minas na vanguarda"?

Na vanguarda do marketing político vazio, no controle total imprensa local, no silêncio vergonhoso sobre as relações escusas com empreiteiras, do regime de trabalho "árduo" do governador e de outras coisas incofessáveis?

Creio, que neste caso sim, mesmo com a concorrência ferrenha de São Paulo e de seu simpático governador, que também adota táticas semelhantes, mas menos descaradas.

Agora, na vanguarda mesmo está esta menina aí da foto, abaixo, que independente do "indispensável estado de emergência" em MG, e do "sábio alerta" do governador de S.P para se ficar longe dos porquinhos, "tascou" logo um beijo no discriminado bichinho, para assim se desmoralizar em uma só "tascada" estes dois políticos conservadores e suas ações de marketing político rasteiro, querendo se aproveitar de qualquer fato para se promoverem, mesmo correndo risco de se cair ridículo e na desmoralização.

Mas quem tem "amigos" na Mídia não deve se preocupar tanto assim com algumas "furadas".

3 comentários:

alertageralonline disse...

Bacana seu blog gostei muito e votei no top blog e gostaria de fechar uma parceria com seu blog e o meu abração

http://alertageralonline.blogspot.com/

Márcio Costa disse...

Língua,

obrigado pelo prestígio de postar o meu comentário neste cada vez mais prestigiado blog.

Aliás estou sentindo falta da barrinha do Línguometro. Achava o máximo, pois ficava sempre torcendo para ultrapassar seu recorde anterior. Além disto passa transparência e isto é importante.

Um grande abraço

Pablo Picasso disse...

Graças a uma foto tirada por turistas alemães no México, o Ministério da Saúde mexicano chegou ao ponto zero da gripe suína. O local fica na província de Serra de la Madre, fronteira com o Texas. Graças a foto, o controle da doença poderá ser mais eficiente.
Veja a foto aqui: http://bigcarasbrasil.blogspot.com/2009/05/origem-da-gripe-suina.html

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB