TRAIÇÃO, A "VIRTUDE" POLÍTICA DE MINAS GERAIS

|


Lambido do Novo Jornal

Andréa Neves poderá coordenar campanha de Dilma em Minas

Assessor de Lula confidencia: Atitude de Aécio abrirá caminho para que sua irmã aceite convite para coordenar campanha de Dilma Rousseff

Realmente em política nada é previsível.

Ao contrário, o imprevisível é o que normalmente acontece. Principalmente em Minas Gerais.

Não por outro motivo que bem antes da data marcada (Janeiro de 2010), Aécio convocou a imprensa ao Palácio da Liberdade nessa quinta-feira (17), para comunicar que não mais concorreria a Presidência da República.

Tal fato surpreendeu até mesmo seus aliados. Porém, surpresa maior estará por vir.

Há aproximadamente uma semana em um almoço em Brasília, onde participou o diretor do Novojornal e um dos mais próximos assessores de Lula, após o diretor comprometer que só divulgaria o fato após ele ocorrer, o assessor confidenciou:
“O Serra abusou. Aécio deverá desistir de ser candidato à presidência e sua irmã comandará a campanha de Dilma em Minas”.

Evidente que tal confidência causou espanto, porém os fatos ocorridos nos últimos dias estão provando o contrário.

Nos bastidores por quase uma década, Andréa Neves entrará em cena.

Sabidamente ela é o braço direito de seu irmão. Embora “oficialmente” comande apenas a área assistencial do Governo de Minas através do Servas.

Sua entrada modificará os rumos da sucessão estadual e federal em Minas Gerais.

Na Assembléia Legislativa Mineira este fato cairá como uma bomba assim como na Câmara Federal.

Poucos sabem que Andréa tem sua origem política no PT carioca, onde foi uma das fundadoras do partido antes da eleição de seu avô Tancredo para o governo de Minas Gerais.

Segundo este mesmo assessor esta movimentação viabilizaria a eleição do Ministro Patrus Ananias e Aécio para o senado. Além da candidatura de Fernando Pimentel para governo de Minas, tendo como vice Anastasia. Hélio Costa seria o vice de Dilma.

É claro que diante deste novo quadro os diversos candidatos à vice de Anastasia terão que rever suas pretensões.

Segundo este mesmo assessor: “Esta composição praticamente atenderá a todos os seguimentos da política mineira. Viabilizando desta forma a candidatura de Dilma à presidência em Minas Gerais”.

Ao finalizar, o assessor de Lula antecipou-se até mesmo ao pronunciamento de José Alencar ao dizer: “O único complicador seria a pretensão do vice-presidente em candidatar-se ao senado, porém ele estaria disposto a não concorrer em nome da unidade política mineira”.

Andréa, procurada por Novojornal, negou tal possibilidade.

Agora é esperar para ver.

2 comentários:

DANIEL PEARL disse...

E o clima em Brasília?
Fonte: Blog da Dilma - http://dilma13.blogspot.com/
Nestas últimas semanas, tenho ouvido a mesma pergunta de várias pessoas que encontro durante as visitas que faço semanalmente: “Deputado, como anda o clima em Brasília?” - a pergunta implícita, na verdade, trata de uma curiosidade saudável. O cidadão está cada vez mais interessado em buscar informação, direto da fonte. Por isso, gostaria de informar o leitor da nossa atividade.
Agora, ao encerrar este ano de 2009, o terceiro do meu mandato, tive uma das notícias mais alegres da minha vida parlamentar. Foi o anúncio pelo Presidente Lula, através de seu Chefe de Gabinete Gilberto Carvalho e do Ministro da Educação Fernando Haddad, da decisão de implantar a Universidade da Zona Sul da Grande São Paulo em 2010 através de uma extensão da UNIFESP. Só mesmo um Presidente como Lula é capaz de entender o que representa para milhões de jovens da periferia, a oportunidade de estudar numa universidade pública, gratuita e de alto padrão. E o Presidente correspondeu às mais de 70 mil assinaturas recolhidas na periferia de São Paulo, em Taboão, Embu, Itapecerica, São Lourenço, Embu Guaçu e Juquitiba.
Mas, além dessa vitória, tivemos muitas outras. A principal foi a aprovação final da Tarifa Social de Energia. O projeto estava parado nas gavetas do Senado por mais de um ano. Foi a pressão de milhares de assinaturas e dos movimentos de moradia que fizeram com que o PL fosse votado e enviado à Comissão Especial da Câmara dos Deputados para ser aprovado por unanimidade. Aprovada em plenário, a Lei 1946/99 será sancionada pelo Presidente Lula.
Foi também com muita luta que conseguimos o apoio da Frente Nacional dos Prefeitos para o Projeto do Bilhete Único Metropolitano que vai garantir esse direito e a redução das altas tarifas para milhões de brasileiros que vivem nas cidades e gastam uma parte importante de seu salário com o transporte. Aprovamos nosso Projeto por unanimidade e agora vamos aguardar sua votação no Senado em 2010.

Anônimo disse...

O q?
Was?
What?
Hvel?
Kak?
Como?
. . .

Se essa colcha de retalhos vier a se concretizar, vai voar pena prá tudo qto é lado.

Será o mesmo q jogar 1 crucifixo numa roda de DEMos ... (hehe).

A conferir o ataqe de caspa q o careca Serrassuga terá.

Inté,
Murilo

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB