NEO-NAZISTAS E NEO-SINHAZINHAS, QUE DIFERENÇA ISSO FAZ?

|

Quero usar o acontecimento hediondo ocorrido com a advogada brasileira Paula Oliveira, na Suiça, para lembrar a todos os brasileiros o quanto somos seletivos no que diz respeito aos crimes raciais. Se temos tanto pavor assim de crimes desta natureza, porquê toleramos sua ocorrência por aqui e, também, negligenciamos a aplicação de nossas próprias leis quando ataques motivados pelas mesmas circunstâncias (ódio e discriminação racial) ocorrem debaixo do nosso próprio nariz, no nosso próprio território?

E vou ainda provocá-los: Se somos incapazes de dar exemplo, que autoridade moral temos para contestar o ódio racial de outros povos contra cidadãos brasileiros no exterior?

Devo lembrá-los, ainda, que no caso do segurança Antonio Carlos de Lima, a nossa Neo-Sinhazinha não mereceu, por parte da imprensa mineira e, consequentemente, da nacional, o tratamento que agora reinvindicamos, como nação indignada que somos, das autoridades da Suíça para com os Skin Heads que atacaram a advogada pernanbucana. Tampouco as autoridades daqui de Minas Gerais fizeram alguma coisa nesse sentido, pelo contrário, as informações que chegaram ao nosso conhecimento dão conta que, na ocasião, ordens vindas diretamente do gabinete do Vice-Governador de Minas Gerais foram dadas para abafar o caso e silenciar a imprensa, exceto o Novo Jornal.


"Crioulo, macaco" Que diferença isso faz?

Afinal de contas, o mundo dos verdadeiros brancos tem nos mostrado, com rotineira e inquietante frequência, que não somos tão brancos assim como pensávamos ser. E pior, como reinvidicamos ser perante nossos irmãos compatriotas. Que o digam os brasileiros que tem passado por poucas e boas nos aeroportos da Espanha.


Estado de Minas: Brasileira grávida é atacada na Suíça e perde bebês

O Tempo: Advogada brasileira é atacada por skinheads na Suiça

Novo Jornal: Advogada foi agredida por grupo de homens, considerados neonazistas, em Zurique; grávida de gêmeos acabou perdendo bebês

1 Comentário:

Maybe Tomorrow disse...

Parafraseando D2:" Numa cidade muito longe daqui.." Refletindo sobre comportamento os jovens universitários daqui,agrediram calouras de forma brutal. Assustador ! Abraços Yvy

 

©2009 Língua de Trapo | Template Blue by TNB